expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

.



São estes momentos de fraqueza como de há uns dias, que nos unem ainda mais....
São as nossas inúmeras histórias em comum ou não, sempre reais, que nos fazem compreender as nossas atitudes de outra forma, fazem-nos ver o mundo, fazem-nos ter uma nova perspectiva sobre nós mesmos.

Os momentos de lágrimas, são os momentos de fraqueza inicial mas que depressa nos tornam pessoas fortes, fazem-nos pensar que somos capazes de aguentar tudo e mais alguma coisa sobre os nossos ombros. Já não quero saber de mais nada, a não ser das tuas histórias e que ouças as minhas, servem de desabafo, acabam em lágrimas e em revolta, mas tu consegues tornar tudo isto em força. e no final.. um sorriso aparece.. está tudo bem, porque tu estás aqui comigo, mais uma vez. Sem ti não sei o que seria de mim..

E quanto a ti, gostaria que um dia acordasses, sóbrio de ideias, e que me explicasses, a mim e a muita gente, porque é que tu és assim e porque é que não mudas. Será assim tão complicado para ti perceber que causas danos á tua volta, crias este ambiente pesado, constante, de cortar a respiração, de causar arrepios e até de quase causar o pânico.

Procuro em ti, aquilo que preciso, aquilo que não me deram, pois julgo até que nunca chegou a estar comigo.

Deixa-me permanecer entre os teus braços, deixa-me, por favor, sentir aquele calor reconfortante que me faz calar esta revolta que não adormece.

C.C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela tua visita! Responderei a todos os comentários na respectiva publicação.

C.C