expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 23 de novembro de 2010

antigas realidades.


A minha vida mudou, parece que encarnei o corpo de alguém que não é o meu, vivo a vida que não é a minha. Ou pelo menos, vivo uma outra realidade, diferente da que vivia há uns meses atrás. Parece estúpido, e parece que faço da minha vida um drama, mas a verdade é que..

Os meus dias mudaram.. agora parecem todos tão iguais, tão fatigados e tristes. Passo-os assim, encostada a uma parede branca e recordo-me de como era antes.

Já sem horas para dormir, sem horas para acordar, nem horas para comer.
A rotina já não é a mesma, agora a mente foca-se em tão pouco e em tão grande responsabilidade. Rersponsabilidade essa, que já me cansa, mas é esse o objectivo do momento.

A vontade já começa a não ser a mesma.. já me sinto mais angustiada, já me apetece desistir de tudo aquilo que prometi a mim mesma de concretizar.
Os meus dias tornaram-se vazios,agora mais do que nunca; sem ambições, sem horários, sem conteúdo. Pergunto-me se os próximos meses também serão assim.
Que venha o novo ano, e em força, quero mudanças.

Sinto a falta dos velhos dias, em que havia sempre grandes gargalhadas sobre tudo e mais alguma coisa, havia entusiasmo, uma companhia constante. Não havia espaço para estas 'tretas' que por aqui se escreve, que aqui se expressam. Não havia espaço para tristezas, como as dos últimos tempos. As saudades são muitas.

Estas são agora aquilo a que chamo de antigas realidades, a quem não daremos a partir de agora tanta importância pois, ano novo, é significado de vida nova, momentos novos, renovados, passado para trás. " Estou vazia, para que aqui entrem coisas novas".

O nosso instinto é o de seguir em frente, sempre.


C.C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela tua visita! Responderei a todos os comentários na respectiva publicação.

C.C