expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Como Família.



Padrinhos padrinhos, são aqueles que estão presentes, são aqueles que se lembram de nós, que gostam de nós e que assim o mostram. 
Padrinhos são aqueles que supostamente são família, são do teu sangue e que te valorizam por aquilo que és, e que não passam a vida a desprezar-te. 
É por isso que os meus padrinhos, são aqueles que não são de sangue, não convivem comigo assim à tanto tempo, não são família mas que mesmo assim me tratam como eu sendo das suas famílias, e é a eles que devo admiração, respeito e que merecem tudo de bom na vida deles, e a quem agradeço o carinho todo que deram e que sem eles o meu percurso académico não teria sido assim tão agradável como tem sido e graças a eles pude ter uma figura quase familiar presente todos estes dias, durante estes dois anos. Pude chamar-lhes padrinhos deste o meu primeiro dia, pude ser chamada de afilhada com carinho.

Sinto a vossa falta, muitos beijinhos, desejo-vos o melhor do Mundo e espero que nos continuemos a ver sempre. 


Padrinhos do coração.
Luís Braga, Luís Maia e Bruno Rodrigues.

------------------

Lamento que os que são família, os que são de sangue, não tenham a mesma importância, não terem mesmo o valor, pois não demonstram absolutamente nada.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela tua visita! Responderei a todos os comentários na respectiva publicação.

C.C