expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Gente sem noção da realidade..


Há por aí aquilo a que chamo de gente sem qualquer noção da vida, da realidade. Sim, gente sem noção porque parece que não vive na actualidade, não vive os tempos que correm. 

Conheço algumas pessoas, que mal acabaram o ensino Secundário; mal porque chumbaram e outras que depois ainda acabaram por voltar a chumbar outra vez e foram lá ficando, deixei de as ver à algum tempo. Segui a minha vida para a frente, juntamente com um grupo de pessoas que ao que parece tem um bocadinho mais de massa cinzenta do que estes seres. Desde que as conheço que noto que só se preocuparam em passar ás disciplinas com uma nota qualquer, ir para a noite todas as semanas para apanhar bebedeiras e acabar o secundário. Isto era uma rotina constante, a futilidade, as aulas eram passadas a colocar maquilhagem, mostrar as unhas de gel e meter carradas de laca no cabelo. Ir sair à noite e as aulas do dia seguinte eram passadas a falar da noite anterior de loucura com os "amigoxx fofox", na discoteca x e no bar y.. 

Hoje são pessoas que tu não sabes sinceramente o que andam a fazer da vida, nunca mais ouviste falar neles, nunca mais os viste. A única maneira que tens de saber deles é através das redes sociais, do telemóvel e por aí. Sabes que essas pessoas não mudaram desde a última vez que as viste, pois continuam a ter os mesmos hábitos e atitudes fúteis sem qualquer consciência. Sabes que não trabalham, não estudam, que ainda vivem na casa dos paizinhos que lhes dão tudo de mão beijada e a sua vida só se resume a isto: festas. O seu feed do facebook é inundado apenas com isto, futilidades. Vivem na casa dos pais, não estudam, não trabalham, nem devem saber o que vão fazer no futuro, o que lhes importa no momento é sair à noite, ir a festas, apanhar bebedeiras, e claro, ir passar as férias para o Algarve, mais uma vez, ir para a noite, apanhar bebedeiras nas festas todas xpto, beber e cair para o lado. 

Enquanto que está meio mundo preocupado com o seu futuro, em estabelecer uma vida minimamente estável para que não fique a viver na casa dos paizinhos até aos 30 anos; há depois esta gente sem noção da vida que não cresceu, não tem a noção da realidade das coisas. Faz-me espécie...

Ainda não chegaram à conclusão de que os paizinhos não vão durar para sempre e que vai chegar o dia em que estes tempos de euforia das festas, das discotecas e bebedeiras vai acabar? Os vossos pais não nos vão sustentar para sempre... 
Vão aprender que é preciso estabelecer prioridades, cair na realidade e arranjar emprego e aí sim, poderão sair de vez em quando, estar com os amigos, porque afinal a vida não é só trabalho. Mas por favor, não vivam somente das festas com os amigos e as amigas, das saídas à noite. 
Acordem enquanto é tempo porque senão, vai ser um choque descomunal quando se virem obrigados a sustentar-se sozinhos, uma casa, ou ainda mais cedo do que isso, quando precisarem de dinheiro para as despesas do vosso dia-a-dia e olharem para o lado e verem que os paizinhos já não estão ali para vos acudir, porque simplesmente ou morreram ou não têm mais possibilidades de sustentar os vossos vícios de adolescentes problemáticos..

E pronto, em pouco texto deu para resumir uma percentagem da população jovem do nosso país que simplesmente está-se marimbando para o estado do país e muito menos com o seu próprio futuro.

Ainda bem que há excepções !!


C.C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela tua visita! Responderei a todos os comentários na respectiva publicação.

C.C