expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Factos #20 | Seríamos tão felizes juntos !


#20

Quem me conhece sabe que eu amo, eu amo animais e os roedores tendem a ser os meus favoritos. Seríamos tão felizes juntos.. Podia ser um destes...



Ou um destes...


ou mesmo, um destes...


Aceitam-se maneiras de convencer os pais....
C.C

Factos #19 | Anonimato


#19


Até à bem pouco tempo, a coisa que eu menos desejava era que as pessoas mais próximas de mim, familiares, amigos e conhecidos conhecessem o meu blogue. Não queria sequer que sonhassem que tenho um blogue. Gosto de manter-me assim, no anonimato, não creio que haja nenhuma necessidade de partilhar aquilo que escrevo com pessoas que conheço, simples não? Se bem que, claro que isto não dura para sempre... Já há muita gente que conhece e segue a página exactamente por ser minha, mas é maioritariamente amigos e conhecidos, familiares por agora nem por isso (thank god!).

Ainda hoje sou assim e é assim que pretendo continuar. Prefiro manter-me no anonimato, apesar claro do próprio blogue ter fotos da minha pessoa e de inclusive ter página de apoio ao blogue no facebook. Daí eu não partilhar nada relacionado com o blogue na minha página pessoal.

Este foi um dos motivos por ter desactivado a página do facebook... mas agora que voltei a criá-la não pretendo apagá-la. Deixa andar enquanto isto der. Só não quero alarido, gosto das coisas como estão e por isso, sem stress.  Um dia de cada vez. Escrever faz-me falta, partilhar faz-me falta só não quero expor-me é pedir muito?



segunda-feira, 27 de abril de 2015

Eu passo-me....


Desabafo das 00h45...

Eu à uns dias recebi uma chamada de um número desconhecido, mas não fui a tempo de atender. Ainda cheguei a perguntar aos meus pais se sabiam de onde poderia ser aquele número visto começar por 24.. Eles disseram que esse número devia ser lá para o Norte. Eu não dei muita importância, imediatamente pensei que tivesse sido engano.. Ainda tentei ligar de volta por duas vezes mas esse número não ligou de volta e desde então que nunca mais me lembrei.

Hoje, fui ao meu e-mail (coisa que já não fazia à uns dias) e deparo-me com um e-mail desde 6ª feira de uma proposta de "voluntariado", passo a explicar escravidão.. lá para cima, mais precisamente Leiria, Mosteiro da Batalha... 
Ocorreu-me logo que tivesse sido daquela vez, já à uns bons meses que me inscrevi para uns quantos sítios para fazer voluntariado e nem reparei que o mosteiro da batalha era lá para cima (-.-') mas bom, eu gostaria que fosse algo aqui perto de casa, tipo Lisboa no máximo não é.... supostamente eles viram o meu currículo e deviam ter percebido que realmente geograficamente não dá para mim.

Ora bem, tudo isto para vos dizer que não há trabalho, não há emprego, dizem eles... Mas eu digo-vos, sim há trabalho, pode não ser muito mas há. Os queridos é que não querem pagar para ter empregados competentes, contratam voluntários licenciados, desesperados com o desemprego.. ou seja escravos.. Fico super triste e desiludida, isto pelos vistos não vai mudar nunca.. Amanhã irei ligar para lá a dizer que não me importaria (visto que não estou a fazer nada de momento) mas que teria de ser aqui para os meus lados, Lisboa de preferência. De certeza que os senhores não me vão pagar o alojamento, transporte e alimentação não é.....  

É triste, é isto....

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Diary | Here I go again


Hello!

So... amanhã demanhã vou ter uma entrevista de emprego, bastante cedo em Lisboa. Finalmente vejo uma pequena luz ao fundo do túnel..  Não é nada de especial, mas oh well é trabalho e para uma pessoa desempregada à mais de 3 meses, arranjar emprego é como uma mina de ouro e se tiver a sorte de calhar perto de casa, ainda melhor!

Sobre as aulas de condução, fui ontem à escola para perceber o ponto da situação e basicamente ficaram de me ligar para a semana para marcar uma aula.. vamos lá ver, cá se espera..


 Wish me luck mates * 

Até amanhã, talk to you soon! Kisses *

O que levo na minha necessaire


Hello!
Tudo bem com vocês? Espero que sim : )

Eu hoje trago-vos finalmente o post "o que levo na minha necessaire". Já andava à algum tempo para a publicar aqui para vocês, mas não sei porquê fui sempre adiando, se calhar por andar sempre a trocar de bolsa, porque ultimamente a mala que uso é pequena para o tamanho e peso da necessaire. 
Tenho andado a usar mais (praticamente todos os dias) a minha mala pequena preta da Parfois; daí eu em alguns dias não levar isto tudo porque não preciso e fico com a mala completamente a abarrotar.. 

Gosto de ser uma pessoa prevenida, praticamente ando com a casa às costas e gosto de ter sempre tudo à mão (literalmente), enfim... Aqui está ela toda composta com o que costuma andar sempre comigo atrás no dia-a-dia. Espero que gostem. 


Esta necessaire é da Primark. 
Estou um bocado triste com ela porque os brilhantes estão todos a sair, está a ficar assim um bocado feia, na imagem não se vê mas ao vivo nota-se que está a perder a sua piada.. Mas enfim, não deixa de dar um jeitaço, é super compacta porque cabe lá tudo


Ora bem, o que trago lá dentro:

- Escova de cabelo pequena,
- Espelho pequeno,
- Paleta de sombras neutras D'DONNA,
- Máscara de pestanas Essence 24h
- Pensos para aqueles dias do mês..
- Toalhitas (às vezes)
- Lenços de papel e lima de unhas - Não aparecem mas costumam andar comigo na mala. 


- Trago esta bolsinha mais pequena com outros utensílios essenciais:

-  Um corta unhas,
- Pinça,
- Brufen,
- Soro fisiológico,
- Comprimidos,
- Pano p/limpar os óculos,
- 2 pincéis pequenos de olhos,
- Elástico do cabelo e alguns ganchos,
- Penso rápido.

Que acham? Demasiada coisa ou nem por isso?
Contem-me, também costumam andar com vossa casa atrás?

Beijinhos *


domingo, 19 de abril de 2015

Mulheres



Eu sei que as mulheres no geral conseguem ser complicadas, bastante complicadas e eu não sou excepção... Está nos nossos genes! Nós mulheres passamos por muito ao longo da nossa vida, as hormonas começam a certo ponto a tomar conta da nossa vida sem nós muitas vezes nos apercebermos. A carga emocional que carregamos é na maioria das vezes superior ao dobro do nosso peso (pelo menos)... Imaginem vocês, diariamente a lidar com uma quantidade grotesca de stress, de receios, problemas na vossa auto-estima, o simples dia-a-dia.. multipliquem isso, tripliquem... Eu sinto-me assim muitas vezes mesmo e juro que odeio. Não há mulheres a gostar de passar por isto, acreditem.

Será pedir muito que os seres do sexo oposto tentem pelo menos compreender-nos? Ouvir-nos? Dar aquilo que precisamos e pronto.. Afinal, a única coisa que pedimos é um ombro onde chorar e alguém com quem desabafar e que nos mime porque nós merecemos e precisamos disso constantemente.
Não é assim tão difícil, se o fizerem, com certeza que as mulheres farão o mesmo por vocês quando também precisarem e a vossa vida ficará bem mais fácil (fica a dica). Porque afinal, todos nós passamos por momentos complicados na vida e as mulheres conseguem ser além de complicadas e todos os adjectivos que quiserem adicionar, também são bastante compreensivas e boas ouvintes.

Estimem quem faz isto tudo por vocês. Acreditem, hoje em dia já são poucos os homens que se dispõe a tratar de nós com o carinho que necessitamos e que aceitem partilhar a vida deles, e não apenas a cama, com vocês.

C.C 

sábado, 18 de abril de 2015

Photo of the day #66



O fio que o J. me ofereceu, não é lindo? É tão simples, fininho, dourado, brilhante e tão amoroso e delicado :)

Se a minha vida desse um filme...



Se a minha vida desse um filme (acredito piamente que poderia bem sem possível), seria um filme todo xpto,  à Hollywood, super bem feito, autobiográfico talvez, com muita emoção e drama à mistura, já teria título e tudo... Ora vejam:

"The Perks of being an Unemployed young lady on a diet."


Para não ser uma coisa demasiado enfadonha, vá até poderia retratar algumas situações menos feliz de forma cómica..




C.C


sexta-feira, 17 de abril de 2015

Factos #18


#18

Ao que parece, sou uma pessoa que demonstra de um modo, como irei dizer, intenso quando gosta de alguém, quando sente saudades. Sou uma pessoa que é bem capaz de gritar alto e bom som com grande entusiasmo no meio de uma multidão, o nome de uma pessoa amiga e em seguida vou ter com a pessoa e sou capaz de dar um abraço daqueles bem grandes e apertados. 

Eu gosto das pessoas, consigo ser bastante fácil nesse aspecto, bastante verdadeira e frontal, e se calhar é por isso que às vezes saio lixada, porque há quem abuse e se aproveite disso. A verdade é que sou uma pessoa bastante afectuosa, simpática e querida, segundo o que tenho ouvido desses meus amigos mais próximos.

Ao que parece esta característica na minha pessoa não agrada a todagente.






Frágil




A sensação de ilusão é tramada. Pensas que está tudo bem; estás feliz e a outra pessoa também dá sinais que está a sentir o mesmo. Ambos se sentem as pessoas mais felizes e juntas sentem-se perfeitas; pelo menos tu sentes mesmo isso e a outra pessoa assim o dá a entender. Transparece felicidade, alegria, tranquilidade. Os dois amam-se, estão juntos à anos e nada consegue acabar isso. 
Por vezes, as discussões acabam numa troca de carinhos, arrisco-me a dizer que a Paixão toma conta de ambos, os dois corpos não se controlam e só querem é estar juntos. Os olhos de ambos querem perder-se um no outro.

Estão os dois em pura sintonia, os dias, as semanas passam, seguem a vida juntos, planeiam tudo juntos, sempre a pensar e a cuidar um do outro. Não há nada a estragar a vossa vida, o vosso momento..
Depois há algo que acontece, que vos abre os olhos e coloca tudo em causa.

Essa sensação de tranquilidade, de calma, de alegria, cumplicidade desaparece por completo. Essa sensação funcionava como uma espécie de parede porque vos cobria, protegia. Separava-vos, das coisas más, mantinha-as bem  longe. De repente cai, desmorona em cima de ti.

O mundo de repente caiu-te todo em cima. Começas a colocar tudo em causa e tornas-te uma pessoa frágil, cada vez mais frágil. Estas coisas abalam-nos, fazem-nos questionar o que se andava a passar, como será o futuro. 


Frágil, cada vez mais... Por ti sou frágil, por ti me questiono, por ti aguento, por ti me aguento, porque acima de tudo, és-me tudo.   

C.C




quinta-feira, 16 de abril de 2015

Healthy Snacks | Favoritos


Hello!

Quem me segue na página do facebook sabe que recentemente fui falar com a minha médica de família sobre nutrição. Expliquei-lhe quais eram os meus objectivos, a perda de peso e uma alimentação mais saudável, e ela indicou-me algumas coisas essenciais a qualquer pessoa tanto para o processo de perda de peso como para um estilo de vida saudável.

Além da parte alimentar, é óbvia a necessidade de juntar a isto, a prática de caminhadas e exercício regular (20 a 30 minutos p/dia é o ideal). As outras dicas prenderam-se com o facto de comer alimentos mais variados, dando mais importância à fruta e aos legumes e tentar acompanhar sempre o início de cada refeição com uma pequena taça de sopa.

Não esquecendo a importância das 7 refeições por dia para evitar os excessos às refeições principais, que é o meu problema desde sempre.

Estes são alguns snacks que tenho adoptado recentemente, para comer nos intervalos entre as refeições principais (pequeno-almoço, almoço e jantar):


  • 1 taça de fruta (maçã, banana, morangos) cortada aos cubos com sementes de Aveia,

  • Bolachas integrais ou de água e sal simples, ou acompanhadas c/fiambre de peru (tipo mini tostas),
  • 1 taça de cereais integrais (sem açúcar nem aditivos) c/leite ou sem nada,
  • Sumos Naturais ou Chá sem açúcar,
  • Crepe c/pouco açúcar ou sem açúcar, acompanhado de iogurte (o mais saudável possível, eu odeio iogurtes magros porque sabem mal) /fruta/aveia consoante o vosso gosto e fome,

Bom, estas são algumas ideias porque são coisas que tenho feito e outras que tenciono fazer. Logo vos digo mais alguma coisa.

Gostaram das dicas? Já adoptaram esta coisa das 7 refeições por dia?

Já experimentaram algum destes snacks?

C.C



quarta-feira, 15 de abril de 2015

Factos #17 | Day dreamer and a Night thinker


#17


I would say, too much... this describes my life.

C,C 


Diary | Palácio da Pena, Sintra


Hello!
Tudo bem com vocês?

Após uma semana bastante complicada, eis que tive um dia maravilhoso com a pessoa mais maravilhosa do meu mundo. Já tínhamos ido a Sintra à uns tempos, e que inclusive andámos de charrette a conhecer as ruas da cidade.  Conhecem o sítio? Parece-vos familiar? Desta vez, decidimos visitar o mágico e romântico Palácio da Pena que já estava na nossa wishlist à algum tempo. 

Escusado será dizer que nós amámos completamente. O palácio é lindíssimo por dentro e por fora e o dia foi excelente. Fiquei com vontade de lá voltar novamente.









Após a visita ao Palácio andámos por Sintra à procura de um sítio para almoçar porque já eram 15h00 da tarde. Acabámos por ir ao Fórum Sintra e almoçámos por lá.

Tenham uma óptima semana *

C.C

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Update | My daily basis


Hello!

Ando desaparecida em termos de conteúdo aqui no blogue, i know... e não vou pedir desculpa porque acho que não vale a pena, é algo que acontece a todagente porque todagente tem vida para além da Internet e as desculpas não se pedem, evitam-se. Como disse na página do facebook, eu tenho andado bastante off pelo motivo da minha vida neste momento estar completamente estagnada. A minha vida pessoal também se encontra bastante afectada como já deve ter dado para perceber em relação aos últimos posts... Quem me segue na página do facebook, já sabe como as coisas mais ao menos estão, porque eu costumo andar muito por lá (demasiado tempo livre, oh well), apesar de não entrar em detalhes da minha vida pessoal. Tenho estado off mas não totalmente, tenho tentado perceber o que é que vocês gostam de ler aqui no blogue, qual é o tema ou tipo de post que mais vos interessa e gostariam de ver aqui mais para ver o que consigo fazer. Pode ser que assim saia alguma coisa, porque sinceramente a minha inspiração nestas últimas semanas deve rondar os 0%... Quem tem um blogue, ou tem por hábito escrever sabe bem como é. 

Ora bem, o porquê de andar sem inspiração absolutamente nenhuma aqui para o blogue deve-se ao facto da minha vida estar estagnada (não estou a exagerar). À 3 meses, sim eu estou desempregada à 3 meses, e o que é que isso significa? 
Ora se não há trabalho significa que não há rotina, não há dinheiro; se não há dinheiro então não há saídas, não há artigos aqui para o blogue, não dá para estar com os amigos, não há então basicamente nada. Se não há rotina, a pessoa passa os dias cansada, chateada, deprimida, farta de estar em casa, sozinha e a mandar currículos para tudo quanto é lado. Tornei-me num autêntico mono, deito-me tarde, acordo tarde, vejo televisão, passo as tardes ao computador/tablet.. E tem sido esta a minha vida os últimos tempos. 
A juntar a esta treta de estar desempregada, sem qualquer ocupação, eu já estou a começar a bater mal.. se vos dissesse há quantos dias estou fechada em casa passavam-se. Outra coisa maravilhosa na minha vida neste momento é que está quase a fazer 1 mês que passei no exame de código.. e qual é o problema, perguntam vocês? Ora bem, eu estou à mais de 1 mês à espera de começar as malditas aulas de condução e ainda não comecei (isto só visto porque contado ninguém acredita!). Se eu soubesse disto antes, tinha-me inscrito noutra escola de condução. 

Para finalizar, o J. anda a trabalhar que nem um mouro desde a semana passada e nem folgas tem tido..  por isso acho que podem imaginar como é que uma pessoa anda.. so yes, i'm really, trully, deeply TIRED of my fucking life.  Sem a companhia dos meus amigos, sem a presença do namorado, sem saídas, sem compras, sem passeios, sem nada...

Acho que já deu para perceberem como é que eu estou neste momento. Estou quase a bater com a cabeça nas paredes ou a cometer um homicídio. Agradeço a vossa compreensão e prometo que há-de aparecer aqui algo, só não sei dizer quando nem sobre o quê. Aprendi que temos simplesmente que aceitar que a nossa vida pessoal nos afecta a vários níveis tudo o resto, o blogue não é excepção. Por mais que eu tente, a minha vida pessoal vai afectar sempre ou quase sempre as coisas que gosto de fazer, a vida é mesmo assim e temos de aprender a lidar com isso.
E não, eu ainda não cheguei ao ponto de começar a chorar por tudo e por nada e a sentir-me uma m****, com uma depressão em cima. Mas tenho a plena consciência que se isto continuar assim, se nos próximos 2/3 meses eu ainda estiver nesta situação, eu não sei como vai ser. Eu estou quase a chegar àquele ponto em que desisto de tudo ou fico mesmo a bater mal.

Se calhar vou acender uma velinha em honra de uma santinha qualquer para ver se a minha sorte muda (lol)...Com os azares que tenho tido nos últimos tempos e a completa falta de sorte, até tenho medo de imaginar o futuro.
Portanto, por agora eu estou a tentar viver um dia de cada vez, sem pensar muito no assunto ou dou em louca. Acreditem, falta muito pouco para isso acontecer, Espero que continuem por aí. 

Beijinhos

C.C

domingo, 12 de abril de 2015

Pessoal | O Estado das coisas


É inevitável, falar disto aqui no blogue com vocês, ou à volta de uma mesa com o meu grupo de amigos; ou com o meu círculo familiar, as pessoas mais próximas. Com o namorado, que me acompanha à anos. À anos que estamos juntos e assim pretendemos continuar, a apoiar-nos um ao outro, a rir das piadas um do outro bem como de secar as lágrimas de ambos nas piores alturas. É inevitável falar nisto com quem quer que seja, afinal estamos todos a passar pelo mesmo, todos temos alguém que já tomou a decisão, ou conhece alguém que está de momento a pensar em fazer isso.

Este país, ou melhor, quem governa este país, está farto de me tirar coisas, sinto isso na pele desde que acabei o secundário. Sonhos, o meu futuro, as minhas ambições, familiares e amigos. Não tarda muito, os meus dedos não chegam para contar as pessoas do meu circulo familiar e de pessoas com quem lido diariamente que já se foram embora, que desistiram de lutar e de pedir por condições e viraram as costas ao seu país em busca de uma vida melhor, num país melhor, governado por pessoas lúcidas e conscientes.

Estou à espera do dia em que também eu vou ser obrigada a partir. Daqui a uns dias, semanas, mais duas pessoas próximas se vão embora, familiares. Tenho bem presente que isto não vai ficar por aqui, muitos mais irão depois, seguir as suas vidas, em busca de condições que aqui não têm. É um ciclo.. vão embora dois, depois vai mais um, depois vai outro e depois vão saindo pequenos grupos, família a família.. 

Enquanto isto, eu estou aqui sentada à espera, meses e meses, à espera não sei do quê sinceramente, mas encontro-me à espera, de algo que me caia do céu e me faça esquecer esta ideia maluca (talvez não seja assim tão maluca dadas as circunstâncias). À espera porque sinceramente, não há mais nada que eu possa fazer, a não ser chegar ao cúmulo do desespero e ir para as ruas chorar a pedir que me dêem trabalho, com um ordenado minimamente decente, que pelo menos dê para sobreviver se não for pedir muito.. 
Enquanto isto, é ver os pais, desiludidos, preocupados, ansiosos, nervosos, zangados e alguns até desesperados com toda esta situação que se arrasta... Situação que eles próprios, por mais queiram, não podem fazer nada para ajudar a melhorar, porque até para eles as coisas não estão fáceis e cada vez mais tendem a piorar.

Por uma vez na vida, gostava que os portugueses levantassem o rabo do sofá e fizessem algo por eles próprios, que se juntassem e fizessem barulho, barulho a sério, que causasse impacto, que causasse o pânico, porque assim podia ser que alguém nos desse ouvidos e fizesse alguma coisa para mudar o rumo do barco. 

Isto assim, não vai a lado nenhum..



C.C 

terça-feira, 7 de abril de 2015

Estilo Pessoal | My Retro babies



Hello!

Já não é novidade para quem me conhece nem para quem segue com frequência as minhas publicações aqui na página que amo bijuteria e os brincos para mim têm o papel principal. Gosto de vários estilos mas há um estilo mais peculiar que me tem feito morrer de amores. Tem sido uma paixão arrebatadora desde à uns tempos que me tem feito usar e abusar deste tipo de peças, grandes ou médias e bem coladinhas à orelha. São um estilo assim a lembrar o antigo, vintage ou retro como vemos por aí.

Algum preferido vosso, que vos tenha captado a atenção?
Como é óbvio tenho já mais uns quantos na minha mira, you just have to wait and see.  



C.C

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Inspire | A Blogosfera



Porque a blogosfera é mais do que isto e aquilo. A blogosfera é: Inspiração. 


Movimento: Eu apoio bloggers Nacionais! 

C.C

Somos o que comemos | Considerações I


Hello!


À uns dias, saiu esta reportagem fantástica na SIC. Fantástica pelo simples facto que, em apenas 42 minutos retrata por completo o problema que vivemos actualmente, em pleno séc. XXI e que atinge todas as faixas etárias: a péssima alimentação dos portugueses. Confesso que ao ver esta reportagem, só me vinha à cabeça uma sensação estranha, uma espécie de sentimento de culpa e de completo descuido, não vos sei explicar muito bem. Penso que isso se deve ao facto de eu própria, não poder dizer que não sabia disto.  Praticamente nenhum de nós, excluindo as crianças, poderá dizer que não sabia de nada disto, quero dizer, já se fala nisto à muito tempo, simplesmente estamos a chegar a um ponto em que se não se fizer nada isto torna-se uma autêntica catástrofe! Uma epidemia do séc. XXI e que se nos pusermos a pau continuará até às próximas gerações.

Há mais mortes por má alimentação do que por drogas e tabaco! 

Já são várias as vezes em que se fala nisto e por isso considero que estes número se devam por um lado também pela falta de acompanhamento... Sim porque não basta apenas uma palestra ou uma reportagem para mudar por completo esta tendência (infelizmente).  A partir do momento em que uma pessoa não sabe o que está a comer, mesmo após ler o rótulo três vezes, isso significa o quê? Isto é gravíssimo, a quantidade de porcaria que vem nas embalagens sobre dezenas de nomes diferentes.
Eu própria não sei o que estou a comer, eu não sei o que significam aqueles nomes nos rótulos das embalagens....

Quero dizer, eu sei que as desculpas são muitas para esta situação chegar onde chegou, como é o caso  da rotina das famílias portuguesas, a falta de tempo devido à vida agitada que todos sabemos, etc..

A juntar a tudo isto, a publicidade que nos entra pela casa a dentro e nos entope os ouvidos e os olhos. por estes alimentos serem processados são fáceis de consumir, são vendidos em todo o lado, por toda a parte a preços e marcas variadas, e claro, o facto de serem saborosos dão-nos aquela sensação de prazer e saciedade que todos conhecemos... Enfim, estas não podem ser as desculpas utilizadas para sempre, não podemos continuar a justificar isto e não mudar nada.

Já à algum tempo que tenho tido a preocupação de excluir alguns destes alimentos da minha alimentação, como por exemplo: as bolachas de chocolate, as batatas fritas e as gomas (estas três primeiras coisas não comia muitas vezes por mês), o pior para mim era sem dúvida os cereais de chocolate, que era uma coisa que tinha sempre em casa para comer ao pequeno almoço, só que a idade foi chegando e as preocupações com o meu corpo começaram a ser maiores, nós chegamos a uma idade que muitas das vezes não nos podemos dar ao luxo de comer e não engordar e era o que me estava a acontecer e ainda hoje sinto-me um pouco descontente com isso. Além dos cereais de chocolate outra coisa que consumia bastante eram os refrigerantes e sumos de pacote. 

Ter podido ver esta reportagem só me ajudou mais a convencer-me de tomar uma atitude, que aliada à minha vontade de perder uns quilos a mais e começar a investir um pouco do meu tempo a fazer algum exercício físico em casa para melhorar a minha saúde, tomei a decisão de excluir: os sumos, os refrigerantes, os iogurtes, as bolachas e os cereais de pequeno almoço que tenham estes ingredientes (mencionados na reportagem), ou seja pretendo arranjar alternativas saudáveis aos mesmos:

- Glícidos,
- Dextrose,
- Maltose,
- Maltodextrina,
- Frutose,
- Xarope de Milho,
- Sacarose.
- Óleo de Palma,
- Óleo Vegetal,
- Creme vegetal,
etc....

Vocês agora devem estar a perguntar, então e as gomas e os chocolates? Não vais abolir isso da tua alimentação? Pois é, eu não me comprometi a isso por uma razão muito simples: eu facilmente estou muito tempo sem comer nada dessas coisas porque simplesmente não compro, facilmente vou com os meus pais às compras e cedo à tentação de trazer alguma dessas coisas para casa, ao contrário dos cereais de pequeno-almoço, refrigerantes e as bolachas porque são alimentos que alimentam, não são gulosices, são alimentos que eu consumo ao pequeno-almoço, ao lanche, etc. :)

Tenho consciência que não deverá ser uma tarefa fácil,visto que 90% do que se vende por aí é tudo à base destas porcarias processadas. Mas eu prometo que me vou esforçar e como me comprometi com vocês, eu irei dar algum feedback aqui no blogue. A ideia de falar nisto aqui com vocês foi de modo a que nos possamos todos ajudar mutuamente, sem críticas, sem vergonhas de falar sobre nada.
A minha querida Tim, do blogue Devaneios da Tim também decidiu embarcar nesta aventura.

Visitem-na e dêem-lhe o vosso feedback. :)


Conto convosco ! Não se esqueçam, nunca é tarde para mudar!

Beijinhos **

C.C

domingo, 5 de abril de 2015

Junta-te à causa | Bloggers Nacionais




Hello!

Decidi criar estas imagens como forma de juntar todas os bloggers nacionais em torno desta causa: defender o que é nosso, o que é nacional e que não são apenas os blogues dos famosos que têm valor. 

Fica aqui a ideia de 3 imagens que fiz alusivas a esta causa. A ideia seria juntar o maior número de bloggers nacionais ou internacionais possíveis para que colocassem uma destas imagens, ou outra que vocês tenham criado na barra lateral do vosso blogue. Para que juntas criemos uma corrente a favor desta causa. 

Porque o que é que nacional também é muito bom e porque não necessitamos de uma equipa a trabalhar connosco para que o nosso blogue tenha valor e sucesso. 



C.C

Blogue | 100 seguidores!



Meus amores, aqui o blogue atingiu finalmente os 3 dígitos, 100 seguidores !

Muito, muito, muito OBRIGADA!! Sem vocês, nada disto seria possível. Fiquem por aí *

Beijinhos e tenham um óptimo Domingo de Páscoa! *


C.C

Blogosfera | A Fama de uns vs O Mérito pessoal dos anónimos.


Desde à uns anos para cá que este assunto tem dado muito que falar, principalmente após o Boom da blogosfera e de toda esta moda dos blogues. Recentemente saiu esta peça na SIC, e este tema está mais em voga do que se pensa porque continua cada vez mais a dar pano para mangas. A cada dia que passa nasce mais um blogue de alguém famoso, de alguém que participou numa novela, de alguém que participou num reality show, de alguém, que por e simplesmente é familiar de alguém famoso. É uma espécie de praga, diria eu... Praga essa que nos invade a toda a hora, os blogues nos dias de hoje nascem que nem cogumelos, em todo o lado, cujo conteúdo é por e simplesmente promovido por marcas, escrito por estranhos e todo o trabalho é desenvolvido por todagente menos pela suposta autora, a autora limita-se a acenar e a dar a cara. Até a senhora das limpezas colabora no desenvolvimento do blogue, pena não receber o mérito que merece...
Por toda a blogosfera e restantes redes sociais este assunto tem sido extremamente debatido, diria até que acende os ânimos e não é para menos. As opiniões são manifestadas por todos os que se importam e se preocupam com este tema, porque eles próprios são bloggers, todos eles se esforçam em dar o seu melhor, dedicam do seu tempo, dos seus conhecimentos para construir algo com conteúdo e sentem-se injustiçados e desvalorizados com tamanha mediocridade que se lê, como tal, também eu tenho algo a dizer sobre este assunto.

Para começar, eu sou blogger desde 2010. Quando entrei neste mundo nunca pensei sequer no que iria suceder no futuro, vivi o meu blogue um dia de cada vez, fui crescendo devagarinho e ainda hoje tenho muito a aprender e a desenvolver. Até hoje, nunca me passou sequer pela cabeça algum dia ganhar dinheiro com ele; não pensei na possibilidade de receber artigos gratuitamente em casa, não pensei sequer na possibilidade de algum dia ser reconhecida a nível nacional muito menos internacional. Eu não tinha a percepção real  até à uns tempos do que é ter um blogue e no que é possível obter com o sucesso do mesmo. A verdade é que temos já imensas pessoas, conhecidas da comunicação social a ganhar bastante dinheiro ao fim do mês com apenas uns toques no teclado, imensa ajuda por parte das suas equipas que colaboram com o seus blogues o que lhes permite sem grande esforço obter muito sucesso e de forma rápida. Como é óbvio eu não tenho nada contra isso. Não é sobre o ganhar dinheiro com o blogue que se trata este post. Trata-se sim, da grande injustiça que nós bloggers sentimos na pele, a desvalorização do nosso trabalho e dedicação. 


Quase a fazer 5 anos de blogosfera e o que tenho a dizer hoje, com a larga experiência que tenho obtido com o passar dos anos e com o que tenho visto e lido por tudo quanto é parte, tenho a dizer que lamento profundamente que as coisas neste país minúsculo (não de tamanho mas sim de mentalidade), mais uma vez, como em quase tudo sejam vistas e encaradas desta forma: 

 O que é Nacional não presta, o que é estrangeiro é que tem valor.

Blogues de anónimos? Da gente comum? Não prestam, os dos VIP'S é que têm interesse.

O que é que é bom e merece algum mérito? Os blogues dos famosos, dos "VIP'S".

"Os blogues nacionais não me interessavam muito... "


Sabem o que é ainda mais triste? É que os próprios "VIP'S" nem escrevem nos próprios blogues; eles têm toda uma equipa a trabalhar para eles, desde fotógrafos, produtores, maquillhadores, etc.. E agora eu pergunto, e então os blogues dos "anónimos"? Das pessoas comuns? Daquelas pessoas que não aparecem na televisão, nem nas revistas cor de rosa? Não merecem mérito? Fartam-se de trabalhar para manter o blogue actualizado, com qualidade de imagem, de texto que dão a cara pelo seu trabalho, esses não têm interesse? Não merecem reconhecimento?

Infelizmente, vivemos num país pequenino, de mentalidade retrógrada e que só promove o que não necessita de ser promovido. O nosso Portugal dos pequeninos como eu costumo dizer só dá valor e mérito a quem não precisa ou simplesmente não merece. 

Uma coisa eu digo-vos: blogues assim, de pessoas fantasma, em que o conteúdo e o tratamento do mesmo está totalmente a cargo de uma equipa de profissionais anónimos que suportam a suposta ou suposto autor, para mim, não tem qualquer valor. Peço imensa desculpa.. Mas para mim, um blogue com valor é um blogue autêntico, escrito e produzido com o trabalho e o suor do autor, de quem lhe dá a cara, de quem se esforça.

Orgulho-me de ser como sou, de ter o blogue que tenho e assim vou continuar. Como já falei em posts anteriores, eu decidi criar o blogue por prazer, por gostar de escrever e de partilhar e é assim que pretendo continuar até ao fim. 

Para terminar, não se esqueçam de ser felizes, sejam autênticas(os) e nunca se esqueçam de se orgulhar de vocês próprios, do vosso trabalho e dedicação. E agora, toca a ignorar esta situação e tocar a andar para a frente!

C.C


sexta-feira, 3 de abril de 2015

Photo of the day #65 | Reminders



Andava eu de volta dos tarecos aqui pelo quarto, a fazer umas alterações e mais uma vez, à procura de espaço para guardar umas caixas de cartão que já estou um bocado farta de ver aqui pelas prateleiras do quarto, encontrei isto. São os meus óculos, da esquerda para a direita até ao dia de hoje. 
Não sei sinceramente para que é que ainda hoje tenho isto guardado, já têm tantos anos... Comecei a usar óculos no meu 5º/6º ano, achei engraçado, é tipo uma evolução e por isso decidi partilhar aqui com vocês.
E vocês? O que andaram a fazer neste feriado?

Beijinhos ***


Tag | Amo/Odeio


Hello!!!!

Fui nomeada pela querida Carolina Medeiros do blog Carolina Medeiros para responder a esta Tag - Amo/Odeio.


Regras da TAG:
1 - Dizer 10 coisas que odeias e 10 coisas que amas;
2 - Indicar 10 blogs para responder à TAG;
3 - Colocar o selo da TAG (coraçãozinho com o nome);
4 - Colocar o blog que deu origem à TAG;
5 - Pôr o link de quem te nomeou.

Amo
- Namorado e Amigos,
- Animais,
- Fazer compras,
- Pechinchas,
- Viajar,
- Maquilhagem/Moda,
- Cozinha chinesa e japonesa,
- Doces (Gomas, gelados, chocolates, pipocas, bolos)
- Arte (cinema, pintura, ilustração, fotografia, música)
- Verão

Odeio
- Hipocrisia/Falsidade,
- Chuva/Frio,
- Rotina,
- Acordar cedo,
- Estar no Desemprego,
- Não ter dinheiro,
- Estar fechada em casa,
- Estar sem Inspiração


Photo of the day # 64


Quem tem o melhor namorado do Mundo, tem tudo. @


Lanche + Cinema + Jantar + Melhor companhia do planeta = <3 b="" nbsp="">



quinta-feira, 2 de abril de 2015

Inspiring | Decor Ideas


E porque o dinheiro é escasso, não há trabalho e por isso não há dinheiro a entrar... a inspiração permanece e a vontade de estoirar o cartão multibanco é quase sempre mais que muita..

Andei à procura de ideias e encontrei, bastantes, resmas delas ! Não sabem onde gastar o dinheiro? A resposta é decoração, o vosso espaço agradece e o vosso estado de espírito também. Reuni algumas ideias com que me identifico bastante, de algumas lojas que todas conhecemos.

As imagem abaixo não são da minha autoria. 

Primark:



 Outros:





C.C