expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 11 de abril de 2017

Dietas e planos alimentares...


Oioii!

Quem segue aqui o blogue sabe que eu comecei a fazer uma "dieta" à mais ao menos 1 mês. Comecei esta dieta com o objectivo de mudar os meus hábitos alimentares porque não eram grande coisa e isso a longo prazo afecta em muito a nossa saúde, auto estima. Refiro-me a dieta entre "", porque eu sou terrível a manter dietas por muito tempo, e quando falo sobre o facto desta mudança ser para sempre, refiro-me a uma mudança total de hábitos e a mais radical foi sem dúvida o ter começado logo por cortar por completo os hidratos de carbono ao jantar. O que tenho feito então é que almoço normalmente, sem grandes restrições a não ser evitar os fritos, os molhos e as porções muito grandes, o mais possível. Ao almoço é importante ingerirmos hidratos de carbono até porque nós precisamos dessa energia; afinal temos um longo dia ainda pela frente e vamos por isso acabar por gastar essa energia (coisa que não acontece ao jantar).

A questão dos hidratos de carbono na minha "dieta" tem então girado mais basicamente em torno da quantidade (não abusar ao almoço e não lhes tocar sequer ao jantar), quando nos referimos a hidratos de carbono são: as batatas fritas, os refrigerantes, o arroz, as massas, a carne e o peixe, etc. Além disto, tenho também substituído de vez em quando alguns alimentos, por outros mais saudáveis, como por exemplo: o atum em óleo ou azeite, agora tenho optado por atum em água (sempre que possível); as bolachas para comer entre refeições e não atacar bolos e afins, passaram a ser aquelas de arroz e de milho s/sal, etc, etc. Ao jantar como referi, como uma sopa por norma; se tiver que comer carne ou peixe, tento acompanhar com uns legumes salteados ao invés de um arroz ou umas batatas fritas.

Para me ajudar a controlar as porções e à exclusão dos hidratos de carbono maus ao jantar, tenho andado a anotar por dia o que ingiro ao almoço e ao jantar; e mais ao menos de 15 em 15 dias, peso-me. Fui fazendo uma listinha em Word para ter uma noção mais ao menos, dos dias que me "portei bem" e dos dias do disparate e coloco também a pesagem.

Resultado de imagem para diet gif

Sim, vocês não estejam aí a pensar que eu tenho seguido tudo isto à risca e que não estraguei já algumas vezes o plano. Óbvio que já. Primeiro porque  ás  vezes a pessoa não tem hipótese e come o que tem em casa, o que tem disponível e não consegue às vezes fazer outra coisa para comer, daí eu ter falado em tentar substituir uns alimentos por outros; em segundo, a pessoa também janta fora de vez em quando, e meus amigos; se vocês são daqueles que conseguem ir a um restaurante que vocês gostam, pagar a refeição e não terem comido aquilo que  vos apetece e sacia, vocês não são humanos.

Agora vamos ao que realmente importa, perdi algum peso ou nem por isso? 

Olhem vou ser sincera, pesei-me e perdi 1kg e tal, not much. Como vos disse, não me portei 100% bem a não ser na primeira semana; além do mais, faz-me falta mais idas ao ginásio. Para mim ir uma vez já é por vezes um sacrifício psicológico. (Quem diz a verdade, não merece castigo, por isso não me batam s.f.f),

Isto tudo foi mais para vos dar um feedback do que tenho feito e caso queiram partilhar ideias, dar a vossa opinião, estejam à vontade!

See yah later, alligator *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela tua visita! Responderei a todos os comentários na respectiva publicação.

C.C